Mina de São Domingos

A história da Mina de São Domingos é anterior aos tempos do Império Romano, altura em que os trabalhos se intensificaram com a exploração do chapéu de ferro que cobria a massa piritosa, para exploração de cobre, ouro e prata. No século XIX, em 1858, tem início a exploração recente da mina pela companhia Manson and Barry, tendo-se prolongado os trabalhos por mais de um século até 1966, ano de encerramento da mina, após esgotamento do minério.



A lavra da mina nos tempos modernos foi feita a céu aberto até aos 120 m de profundidade, tendo os trabalhos continuado por meio de poços e galerias até aos 400 m.
Durante a lavra, trabalhavam nas diversas dependências da mina uma média de duas mil pessoas. Durante cerca de cem anos foram retirados do subsolo milhões de toneladas de minério, essencialmente pirites de ferro cúprico. Com o fim da mina, a aldeia mineira entrou em decadência.



Nos últimos anos, São Domingos ganhou uma nova animação, principalmente no verão, devido à praia fluvial da Tapada Grande.



É impossível não nos deixarmos encantar por esta terra, o cheiro a eucalipto, a calma, a simpatia dos moradores, a comida, o circuito mineiro a pé ou de bicicleta... Apetece voltar... Apetece ficar...

This entry was posted in . Bookmark the permalink.

2 Responses to Mina de São Domingos

  1. Gosto das tuas crónicas, é tão fácil entranharmo-nos nas letras e viver os locais. Bjo.

  2. Amiga, tomei a liberdade de publicar esta tua crónica no mê bloguito :-)

    Claro que está devidamente identificada e linkada à fonte.

    Era para te pedir antes, mas não há quem te veja no google chat...Bjoooss