Archive for Junho 2010

Maravilhas

Um simples passeio pode, de repente, deixar de ser um simples passeio. Basta estarmos atentos, observar, apreciar... A verdade é que muitas vezes andamos tão apressados ou tão perdidos nos nossos pensamentos, que não damos a devida atenção ao que se passa à nossa volta.



Olho com espanto a montra... gomas, adoro gomas. Olho melhor, não, não são gomas, são massas, de cores e formas a que não estou habituada... imagino-as no prato, coloridas, saborosas...



No parque imenso à beira do lago ouve-se música ao longe. Que tal espreitar? Ohhh, uma orquestra a presentear uma plateia numa esplanada, com uma versão curiosa de "you can leave your hat on" do Joe Cocker. Palmas.



Quando a fome começa a apertar eis que surgem, em pleno jardim, ali, à mão se semear, cerejeiras. Vermelho, docinho...





Um lago que se preze tem de ter cisnes... Ahhh... lá estão eles. O pai, a mãe e... o patinho feio que de feio não tem nada. É uma bolinha de penugem a dar as primeiras voltas nas águas, a aprender a procurar comida. Que ternura ver um dos adultos a desviar do biquinho ávido por conhecimento, paus e lixos vários.



Quando os pés começam a queixar-se é hora de sentar um bocadinho. Hummm... Que tal aquele banco ali entre arbustos? Excelente. Chega mais alguém. Um pássaro desavergonhado, só interessado naquele almoço em forma de migalha. Não foge, não voa para longe, não se esconde. Fica ali a saborear e só depois segue a sua vida...

Para mim, estes momentos são pequenas maravilhas. Impossível ficar indiferente. Impossível não voltar a casa com um sorriso nos lábios.

Posted in | 1 Comment

Stein am Rhein

Foi a última paragem das mini-mini-férias... Stein am Rhein... Tinha lido que é a mais bem preservada vila medieval da Suíça, tinha visto algumas fotos e nada me preparou devidamente para o que encontrei. É normal encontrar por toda a parte, em cidades, vilas, pequenas povoações a marca medieval bem visível, todos os locais por onde andei tinham o peso dos séculos bem presente, por isso não levei muito em conta os relatos que diziam maravilhas desta vila, situada á beira do Rio Reno, num enclave junto á fronteira Alemã. Só pensei... é mais uma...



































A primeira sensação que tive foi de estar a entrar num conto de fadas, onde tudo é perfeito. As casas típicas com estrutura em madeira de séculos. Os frescos nas fachadas resultado duma opulência posterior, as fontes de água cristalina... Fecha-se os olhos... não há estradas calçadas, não há lojas fashion, não há esplanadas nem restaurantes, há sim um mesmo rio... É tão fácil sentir como seria a vida, como seriam as pessoas, como estariam as ruas. É essa a magia desta terra que por estar tão preservada, nos permite viajar no tempo. Por momentos uns desenhos modernos numa fachada, o registo pintado das famílias que ao longo dos anos habitaram esta ou aquela casa trazem-nos de volta á realidade, para logo a seguir nos perdermos novamente...

Posted in | Leave a comment

Vitra Design Museum

A inconfundível arquitectura de Frank Gehry alberga o Vitra Design Museum, está perfeitamente enquadrada no Vitra Campus. Ali perto o Conference Pavilion do Tadao Ando meio escondido pelo imenso jardim de cerejeiras. Cada um dos edifícios das fábricas é projecto de arquitectos famosos, entre eles Álvaro Siza.



















Os Souvenirs, claro... :D





Como já passava da hora, não deu para visitar as fábricas, what a pity...

Posted in | 1 Comment

VitraHaus

Só uma arquitectura arrojada como a da VitraHaus estaria em prefeita sintonia com o que está exposto... Inserida no complexo Vitra, mostra de uma forma única toda a colecção da marca. Podemos tocar os móveis, sentar nas cadeiras, descontrair nos sofás, sentir os tecidos, os tapetes... Os sentidos ficam alerta com tanta cor, sofisticação, simplicidade. Perdemo-nos nos pormenores... tudo é design...





































Preços? Hehehehehe... É tão bom sonhar...

Posted in | 2 Comments